2- Balanço da viagem, 13 de novembro de 2010

1- Falei e fotografei um mendigo que falava inglês na Praça da Liberdade. Pena que não filmei.

2- Do aeroporto de Confins, conheci a nova linha verde, obra do Aécio, e reconheci de pronto o novo Centro Administrativo do Governo de Minas do Niemeyer. Já ouvira falar do Centro e o reconheci.
 

3- Passei no sebo do velho Amadeu, de pronto, achei livro raro e barato do Doutor Getúlio e comprei. E fiquei sabendo que o Amadeu morreu há um ano. Como será o Brasil quando não tiverem mais livreiros dos antigos como o Amadeu?

4- Em BH, no velho hotel Magnata, que havia hospedado há 20 anos. Na guranis perto da Babilônia de BH, fumo de corda e mais antiguidades.

5- O Arquivo Público Mineiro, APM, bem reformado, digitalizado, Minas tem história e aqui em Vila Velha, ninguém sabe dos documentos antigos. História de 500 anos perdida, e sem nenhuma construção antiga. (Já me mandaram documentos digitalizados de meus heróis antepassados).

Este slideshow necessita de JavaScript.

6- O mercado de BH, poucas coisas mineiras e lamentavelmente os insuportáveis suplementos. bancas e bancas de suplementos. Mas vimos a Havana sendo vendido por 450 reais. Vai ser cara assim em Salinas… Tinha também a GR por 250 pilas.

7- A Pista de 3 faixa de cada lado e muro central, linha verde do Aécio é obra de estadista.

8- BH é a cidade que mais tem ônibus urbano no mundo.

9- Fui reconhecido como culto imediatamente ao adentrar uma livraria católica onde mulher me perguntou sobre Santa Terezinha, corpo de santos incorruptos e contei que conheci Santa Bernadete em Nevers, França.

10 – Chegamos no horário, 20:30 em Cariacica, e de lá direto para a degradação, a cracolândia, sua Babilônia, centro velho de Vitória e depois a degradação de Vila Velha, travestis desfilando rebolando na avenida Carlos Lindenberg.

Anúncios

Sobre GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA, Faleiros, Leme, UBERABA-MG, FRANCA-SP, MADRINHA DA SERRA, Três Ilhoas

Genealogia de Famílias dos Açores, da Ilha da Madeira e de famílias do Norte de Portugal que vieram para os Estados de Minas Gerais e de São Paulo no Brasil - Leme, Faleiros, Silva Diniz, Silva e Oliveira, Carrilho de Castro, Valim de Melo, as Três Ilhoas, e, Bandeirantes
Esse post foi publicado em diário de viagem. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s