O Processo de Araceli Cabrera Sánchez Crespo foi desarquivado em 2014 – O nome que aparece no processo é ARACELI CABRERA SANZES

Processo: 1012641-06.1998.8.08.0024 Petição Inicial: 199190165115 Situação: Tramitando
Vara: VITÓRIA – 3ª VARA CRIMINAL
Data da Distribuição: 05/08/1998 00:00 Motivo da Distribuição: Migração
Ação: CRIME ARTS 235 249 Natureza: Criminal Data de Ajuizamento: 05/08/1998
Valor da Causa: R$ 0
Assunto principal: DIREITO PENAL

Partes do Processo

Requerente

A JUSTICA PUBLICA

NÃO INFORMADO – 9/ES
ARACELI CABRERA SANZES

Requerido

DANTE BRITO MICHELINI

JUNO DE OLIVEIRA AVILA – 2317/ES
NÃO INFORMADO – 9/ES
DANTE DE BARROS MICHELINI
PAULO CONSTANTEEN HELAL

Réu

DANTE BRITO MICHELINI

NÃO INFORMADO – 9/ES
JUNO DE OLIVEIRA AVILA – 2317/ES

Andamentos do Processo

17/12/2015
Petição recebida
201501744655
17/12/2015
Protocolizada Petição
201501744655 Petição (outras)
16/12/2015
Publicado ato ordinatório em 17/12/2015.
16/12/2015
Disponibilizado(a) ato ordinatório no Diário da Justiça Eletrônico
Lista do Diário nº 0063/2015.
15/12/2015
Imprensa preparada
Lista do Diário nº 0063/2015
28/08/2015
Petição recebida no cartório
201501224186
28/08/2015
Petição Protocolada
201501224186 Petição (outras)
04/03/2015
Petição recebida no cartório
201500267811 VITÓRIA – 3ª VARA CRIMINAL
03/03/2015
Petição Protocolada
201500267811 Petição (outras)
01/09/2014
Autos carga advogado
DRA. JUNO ÁVILA, OAB/ES 2317
01/09/2014
Processo reativado
08/08/2014
Petição recebida no cartório
201401027162 VITÓRIA – 3ª VARA CRIMINAL
07/08/2014
Petição Protocolada
201401027162 Desarquivamento
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

2013: 18 de maio: 40 anos sem Aracelli Cabrera Sánchez Crespo

Visitando sua rua, entendemos o caminho dela para a escola, a rua com 2 ou 3 casas e descendo e subindo o morro para a BR-101 onde passava o ônibus.

Sabemos que Dona Lola ainda se comunica com amigo no Brasil e ainda está no Bolívia e que o pai de Aracelli faleceu mas a data é incerta, há informações desencontradas, que o irmão dela foi para os Estados Unidos e que resta só uma amiga conhecida que ainda está lá no Bairro de Fátima em Serra-SP.

Nada como ver de perto, agora é possível entender o livro. (trecho escrito em 22 março 2016).

Na Avenida Dante Michellini, no Camburi, a repórter da TV Gazeta da Rede Globo nos informou que lá no jornal o repórter que cobriu o caso em 1973 guarda todos os recortes sobre o Caso Araceli e ainda trabalhava no jornal neste ano de 2010.

Seu conterrâneo do Espírito Santo, naquele ano de 1973, cantava:

“Eu vou pedir que as estrelas não parem de brilhar, E as crianças não deixem de sorrir” _ Roberto Carlos Braga, de Cachoeiro do Itapemirim-ES, na música A MONTANHA.

Estamos aqui humildemente planejando nossa homenagem, talvez em video, para aquela menina encantadora de Serra-ES, que fizemos questão de ser o Centro de nossa viagem ao ES e  deste site.

TERCEIRA PONTE 13 de março de 2016

12038358_10204217310831910_8007107900164929777_n

Publicado em araceli | Deixe um comentário

O ovinho do codorna que é o Aeroporto de Vitória

Consegui uma filmagem aérea que mostra o desmatamento do manguezal que foi embargado. Queriam aumentar o aeroporto. O Hall e sala de embarque e estacionamento são os menores do Brasil. Perde para muitas rodoviárias. Isso marcou muito nossa viagem também.

Voltamos de avião:  Vitória – Curitiba – São José dos Campos-SP

Publicado em videos | Deixe um comentário

18/05/2012: 39 anos depois de Aracelli, a cocaína é mais democrática e pega em cheio a classe baixa de Vitória com o Crack e o Óx

E HOJE EMPLCAMOS 15.007 visitas em todo período.

Nós passamos pela Praça da Cracolândia, perto da rodoviária de Vitória, com as garotas girando o rosto o tempo todo, totalmente transtornadas,  todo o centro velho de Vitória é de uma degradação extrema.

Nos velhos tempos de 1973, era a cocaína coisa de rico, de artista, da elite. Hoje é de todos.

Ficamos muito chocados com a cracolândia de Vitória porque foi a primeira cracolândia que conhecemos de perto.

Publicado em diário de viagem | Deixe um comentário

Um ano da viagem de trem Belo Horizonte – Vitória: 9.851 acessos

Comemoramos agora, com 9.851 acessos, esta conquista do site.

Uma maneira excelente de guardar na memória a viagem foi publicá-la em tempo real. Enquanto acontecia escrevíamos.

Parabéns a todos que acessaram este site.

Publicado em abertura do blog | 1 Comentário

Vitória de Antigamente, Praia do Camburi,1969, Avenida Dante Micheline, sempre Dante Micheline, Sempre Araceli, videos e fotos antigas de Vitória-ES, na época em que Araceli lá vivia

=

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/01/754806-uma+outra+ilha+a+evolucao+de+vitoria.html

Uma outra ilha: A evolução de Vitória:

Levantamento das edições do censo entre 1872 e os dias atuais indica o quanto a cidade mudou e compara os hábitos da população ao longo desse período.

22/01/2011 – 11h44 – Atualizado em 22/01/2011 – 11h44

  1. Notícia
  2. Comentários (0)
  3. Enviar por e-mail
Imagem Exemplo Imagem Exemplo

Vilmara Fernandes vfernandes@redegazeta.com.br

Quem passa pelas ruas de Vitória nem de longe imagina que houve um tempo em que a cidade não contava com espaço sequer para ruas. Era uma ilha onde as montanhas despencavam diretamente no mar.

Foram os grandes aterros – a maior parte feita a partir da década de 1950 – que mudaram por completo o perfil da Capital e o modo de vida de seus moradores. Foi quando surgiu uma outra Vitória.

O tamanho dessa mudança  é revelado por um levantamento feito a partir de todos os censos realizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatísticas (IBGE) no município, desde 1872.

O material, produzido pela Secretaria de Desenvolvimento da Cidade (Sedec), mostra que os mais de 16 mil habitantes que usavam lampião e fogão à lenha no final do século XIX já são mais de 325 mil, que não abrem mão de geladeira, computador e carro.

=

Praia do Camburi – 1969, hoje é a Avenida DANTE MICHELINE, sempre este nome DANTE MICHELINE

=
AVENIDA DANTE MICHELINE, mais uma vez DANTE MICHELINE:
=
As crianças jogavam peladas nas ruas e os jovens, nos fins de semana, gostavam de ir para a Praça Costa Pereira. Lá caminhavam no sentido contrário ao das moças para garantir olhares crizados e pequenos flertes.
“Era uma vida sem pressa, com namoros longos e muitas caminhadas”, pontua Sarkis, lembrando que nas noites de festa andava até o Saldanha da Gama, no Forte São João, sem nenhum tipo de preocupação.
AQUI MUITO BOM O SOM DOS TIROS DE FUZIL NO QUARTEL:

Antes e depois da Terceira Ponte ser construída. Eu estive nesse pedra e filmei a região, a ilha ao fundo virou condomínio de ricaços.

Publicado em fotos, videos | 5 Comentários

Relíquia em Vila Velha; Tabela de Preços de bar com Sunab – 198

=

Bons tempos da Superintendência Nacional de Abastecimento e Preços

=

Publicado em fotos | 1 Comentário